Tag Archives: É terça-feira e a Feira da Ladra…

“É terça-feira e a Feira da Ladra…” (6): Maravilhas da biologia em versão do século passado

2014-04-08-10-50-37
“Uma obra científica com interesse para todos os que pretendem iniciar-se no conhecimento da biologia e valorizar a sua cultura geral”, lê-se na contracapa. “Sai a público um livro acessível ao leitor comum sobre os problemas mais gerais da biologia”, confirma a nota do editor. Publicado em Portugal entre as décadas de 50/60 (no livro não consta data de publicação), na colecção “Vida e Cultura” (Edições “Livros do Brasil” – Portugal), o livro Maravilhas da Biologia – A ciência dos seres vivos (Ralph C. Benedict, Warren W. Knox e George K. Stone) atravessa temas fundamentais do estudo dos seres vivos [embora seja importante não esquecer a distância de mais de meio século que nos separa da data da sua publicação]. Vida na Terra, similaridades nos seres vivos, modificações nos seres vivos, problemas dos seres vivos, nutrição, reacção, reprodução, hereditariedade e progresso humano dão nome aos capítulos desta verdadeira obra de arquivo.

* Nota: A rubrica É terça-feira e a Feira da Ladra… (título deliberadamente roubado à canção de Sérgio Godinho) tem traços simples: descobrir e partilhar “pechinchas” (aviso: encontraremos livros, essencialmente) sobre ciência à venda na Feira da Ladra, em Lisboa.
Não fazemos revenda dos livros que descobrimos, mas estamos dispostos a oferecer as obras aqui apresentadas ao primeiro que se candidatar a levantá-las em mãos. Em troca apenas pedimos conteúdos originais sobre ciência (sugestões de fotografias, desenhos, vídeos, textos, etc…) que servirão, também eles, de alimento para este blogue.

O achado:
Título: “Maravilhas da Biologia – A ciência dos seres vivos”
Editora: Edição Livros do Brasil – Lisboa
Autores: Ralph C. Benedict, Warren W. Knox e George K. Stone
Data de edição: Sem data
Custou na Feira da Ladra: 0,5 euros

Publicado por Sílvio Mendes
Anúncios

“É terça-feira e a Feira da Ladra…” (5): A vida de Madame Curie deu muitos romances e nós encontrámos dois


A cientista Marie Curie (Maria Sklodowska – adoptou Curie após o casamento com Pierre Curie) foi a primeira pessoa a vencer duas vezes um Prémio Nobel – Nobel da Física em 1903 e Nobel da Química em 1911. O facto, aliado às suas entusiasmantes descobertas no campo da radioactividade, transformou a investigadora nascida na Polónia num dos grandes ícones da ciência do início do séc. XX.

Uma pequena amostra disso são os dois livros peculiares que encontrámos na Feira da Ladra, duas biografias romanceadas que, dizemos nós, usam e abusam de descrições emocionais, rebuscadas, inventadas. Um estilo novelesco de cordel que abusa do sentimento certamente em detrimento de algum rigor narrativo. Um deles, Madame Curie, escrito por Eileen Bigland (1957), tem escrito assim na contra-capa: «Morreu em 1934, mas o seu nome será para sempre abençoado por médicos e doentes de todo o Mundo, como o de uma fada benfazeja». Era deste tipo de discurso que estávamos a falar.

O segundo livro que encontrámos, História Maravilhosa de Madame Curie, escrito por Gentil Marques (1942), tem mesmo uma advertência inicial: «Esta obra é um romance e não pretende ser uma biografia. Os dados históricos foram extraídos de “A vida heróica de Maria Curie” (por Eva Curie) e de crónicas e artigos de jornais e revistas”. Lá está.

Dois exemplos que são apenas a ponta do icebergue da extensa bibliografia (para todos os gostos) que se escreveu sobre Marie (e Pierre) Curie.

* Nota: A rubrica É terça-feira e a Feira da Ladra… (título deliberadamente roubado à canção de Sérgio Godinho) tem traços simples: descobrir e partilhar “pechinchas” (aviso: encontraremos livros, essencialmente) sobre ciência à venda na Feira da Ladra, em Lisboa.

Não fazemos revenda dos livros que descobrimos, mas estamos dispostos a oferecer as obras aqui apresentadas ao primeiro que se candidatar a levantá-las em mãos. Em troca apenas pedimos conteúdos originais sobre ciência (fotografias, desenhos, vídeos, textos, etc…) que servirão, também eles, de alimento para este blogue.

Os achados:
Título: História Maravilhosa de Madame Curie
Editora: Argo Editora
Autor: Gentil Marques
Data de edição: 1942
Custou na Feira da Ladra: 0,5 euros

Título: Madame Curie
Editora: Civilização Editora
Autor: Eileen Bigland (Trad.: Madalena de Castro)
Data de edição: 1957
Custou na Feira da Ladra: 0,5 euros

Publicado por Sílvio Mendes

“É terça-feira e a Feira da Ladra…” (4): Einstein a um euro, senhores e senhoras!


Este é, até agora, o livro mais caro adquirido na Feira da Ladra para esta rubrica. Um euro por “A evolução da Física – De Newton até à Teoria dos quanta”, de Albert Einstein e Leopold Infeld. É o que dá ter Einstein (sem desprimor para Infeld, o físico polaco) escrito na capa. E a escrever para todos nós, senão vejamos este excerto do prefácio:

«Durante a feitura do livro, longos debates tivemos a propósito das características do leitor idealizado, ponto que muito nos preocupou. Imaginámos um leitor de grandes qualidades, mas por completo desconhecedor da física e das matemáticas; interessado, entretanto, em ideias físicas e filosóficas – e muito admiramos a paciência desse leitor nas passagens menos interessantes e mais penosas. Imaginámos um leitor que sabe que, para entender qualquer página do livro, tem de ler cuidadosamente as precedentes. Um leitor que sabe que um livro de ciência, embora popular, não pode ser lido como se lêem romances.
Trata-se de uma simples conversa entre nós, de um lado, e esse leitor imaginário, do outro. Poderá ele achar a obra interessante ou maçadora, excitante ou sonolenta – mas o nosso objectivo será atingido, se lhe dermos uma ideia da luta sem fim em que que o espírito humano se empenhou para a compreensão das leis que regem os fenómenos físicos.»

E, caro “leitor de grandes qualidades”, se é certo que muita ciência se edificou desde a publicação deste livro (1938), também é inegável que temos em mãos um clássico da divulgação científica, pelo que o desafio da leitura continua actual.
De resto, estamos disponíveis para oferecer o livro em mãos à primeira pessoa que se candidatar. Em troca apenas pedimos conteúdos originais sobre ciência (fotografias, desenhos, vídeos, textos, etc…) que servirão, também eles, de alimento para este blogue.

O achado:

Título: A evolução da Física – De Newton até à Teoria dos quanta
Editora:
Edição «Livros do Brasil» Lisboa
Tradução:
Monteiro Lobato
Data de edição:
Não mencianada (versão original “The evolution of physics” publicada em 1938, pela Cambridge University Press).
Custou na Feira da Ladra:
1 euro

Publicado por Sílvio Mendes

“É terça-feira e a Feira da Ladra…” (3): A vida de Sir Alexander Fleming



Muito discretamente, resguardava-se a vida de Sir Alexander Fleming (1881-1955) numa banca de livros da Feira da Ladra. Apanhámo-la. Ou melhor, resgatámos uma edição da Penguin Books (em inglês) do livro The Life of Sir Alexander Fleming, da autoria de André Maurois [1885-1967] (famoso biógrafo que se notabilizou com livros em torno de figuras como Lord Byron, Mary Shelley e Benjamin Disraeli).

Alexander Fleming, nome eternamente associado à descoberta da penicilina, recebeu o Prémio Nobel da Medicina em 1945 e foi um dos mais brilhantes investigadores do século passado. O resto da história é para ficar a saber após a leitura deste livro.

Repetimos a receita: Não fazemos revenda dos livros que descobrimos, mas estamos dispostos a oferecer os produtos aqui apresentados ao primeiro que se candidatar a levantá-lo em mãos. Em troca apenas pedimos conteúdos originais sobre ciência (fotografias, desenhos, vídeos, textos, etc…) que servirão, também eles, de alimento para este blogue.

Para além do livro aqui apresentado, temos também ainda disponível o livro “Os Mensageiros Secundários”, de Clara Pinto Correia.

O achado:
Título:
The Life of Sir Alexander
Editora:
Penguin Books
Data de edição:
1963
(versão inglesa)

Custou na Feira da Ladra:
0,5 euros

Publicado por Sílvio Mendes