Aside

Vê-se à segunda (21): A (polémica?) campanha “Science: It’s a Girl Thing!”


O website It’s a Girl Thing, financiado pela Comissão Europeia através do programa Women in Research and Innovation, publicou um vídeo com o mesmo nome que tem estado a suscitar discussões acesas nas redes sociais.

O programa Women in Research and Innovation tem como objetivos desenvolver em escolas atividades que fomentem nas jovens sexo feminino o interesse pela ciência e envolver mais mulheres na carreira de investigação científica, um campo onde permanecem sub-representadas na Europa. O programa foi apresentado publicamente a 21 de junho em Bruxelas.

As razões para sub-representação de jovens mulheres têm sido amplamente discutidas desde a imagem mediática associada a ‘geek’ até à falta de modelos femininos nas áreas tecnológicas. Mas não só na Europa se discute este assunto, por exemplo, as Nações Unidas têm vindo a promover o “Girls in ICT Days”.

A falta de modelo femininos nas denominadas áreas “STEM” ( Science Technology Engineering and Maths) esteve na origem dum livro que retrata cientistas europeias ao longo do tempo. Segundo, o comissário para a ciência e investigação da União Europeia, Janez Potocnik, “Durante grande parte da história humana, as mulheres foram oficialmente excluídos do âmbito científico. No entanto, apesar de sua invisibilidade na narrativa da história, isso não significa que a ciência era exclusivamente um mundo de homens.”

Outras iniciativas defendem que os currículos escolares das disciplinas Ciência, Tecnologia Engenharia e Matemática  (STEM – Science Technology Engineering and Maths) deveriam ser mais criativos e incorporar uma componente artística.

Contudo será este tipo de vídeos que associam imagens de ciência, bicos de Bunsen e cabos de fibra ótica, com itens recolhidos em revistas femininas, batom e os sapatos,  a solução? A polémica foi lançada a partir do momento em que o vídeo se tornou o público (e viral).

Os vídeos podem ser um veículo de comunicação efetivo e têm sido amplamente usados com objetivos similares, dos quais destaco o Girls in STEM: A New Generation of Women in Science.

O vídeo It’s a Girl Thing

O vídeo Girls in STEM: A New Generation of Women in Science

Publicado por Sílvia Castro

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s