Trilhos de ciência para seguir no doclisboa 2010

 

"Photomaton - Retratos de João dos Santos", filme de Tiago Pereira e Sofia Ponte (2010)’

 

Começa hoje a VIII edição do doclisboa, Festival Internacional de Cinema. A extensa programação enche as salas de cinema lisboetas até 24 de Outubro, e conta com quase duas centenas de documentários (40 dos quais portugueses).

O que aqui propomos é traçar um percurso de filmes que se inserem no universo da ciência, quase que inventando uma nova secção dentro das secções do festival. Discutível, experimental e longe de ser definitivo, aqui fica um trilho (entre muitos possíveis) deste inventado ‘doclisboa-ciência’. Fica à espera do vosso complemento.

Les signes vitaux

Sophie Deraspe, Canadá, 2009, 87’
Uma jovem canadiana procura perceber de que é que as pessoas realmente necessitam nos últimos momentos de vida. O filme entrecruza a ficção e o documentário para colocar questões sobre a percepção da vida e da morte.
16 OUT. 15:30 – CULTURGEST – Pequeno Auditório
18 OUT. 18:15 – Cinema CITY CLASSIC ALVALADE – Sala 3

Where is Where?

Eija-Liisa Ahtila, Finlândia, 2009, 56’
O filme de Eija-Liisa Ahtila reflecte de forma complexa o modo como a História afecta a nossa percepção da realidade, tendo por fundo um acontecimento verídico ocorrido há cinquenta anos durante a guerra na Argélia, num mosaico de imagens unificado pelo olhar de uma personagem.

19 OUT. 23:00 – CULTURGEST – Grande Auditório
21 OUT. 17:30 – Cinema CITY CLASSIC ALVALADE – Sala 1

Japanese Village Furuyashiki-mura

Ogawa Shinsuke, Japão, 1982, 210’
O filme de Ogawa é uma das duas obras-primas do seu colectivo filmadas ao longo de mais de dez anos na zona de Yamagata no Japão. Uma investigação minuciosa e científica dos processos de produção do arroz, que conduz a uma segunda parte apaixonante em que o filme dá a palavra aos poucos habitantes do pequeno lugar de Furuyashiki.
24 OUT. 15:30 – CULTURGEST – Pequeno Auditório

Quem Mora na Minha Cabeça

Miguel Seabra Lopes, Portugal, 2010, 55’
Treze idosos com doenças cognitivas frequentam o Hospital Psicogeriátrico de Dia do antigo hospital Júlio de Matos. Nas consultas, o psiquiatra avalia e faz o diagnóstico de cada paciente. O tratamento é baseado em práticas psicoterapêuticas que permitem intervenção na personalidade, desenvolvendo as capacidades preservadas, estimulando a autonomia e reabilitando a identidade.
16 OUT. 18:00 – Cinema LONDRES – Sala 1

Trop Tôt, Trop Tard

Jean-Marie Straub e Danièle Huillet, França, Egipto, 1982, 100’
Um filme fundamental sobre a História e sobre as condições da revolução – filmado em França e no Egipto, o filme é um díptico que procura captar o vento das revoluções passadas dos camponeses, através dos escritos de Engels e Mahmoud Hussein.
23 OUT. 22:45 – CULTURGEST – Pequeno Auditório

Photomaton – Retratos de João dos Santos

Tiago Pereira e Sofia Ponte, Portugal, 2010, 58’
O filme documenta aspectos da vida de João dos Santos (1913-1987) que contribuem para uma reflexão sobre a contemporaneidade do seu pensamento. Médico, psiquiatra de formação, foi pioneiro na organização da saúde mental infantil em Portugal. A sua vasta cultura e activa intervenção cívica polarizaram à sua volta um vasto conjunto de discípulos e intelectuais de várias formações.
19 OUT. 18:00 – Cinema LONDRES – Sala 1

Publicado por Sílvio Mendes

One response to “Trilhos de ciência para seguir no doclisboa 2010

  1. Mais três filmes para a rota:

    Nostalgia de la luz
    Patricio Guzmán (França, Alemanha, Chile, Espanha, 2010, 90’)
    No deserto de Atacama, reúnem-se astrónomos de todo o mundo para observar as estrelas no céu translúcido e estudar os limites do universo. Este é também o sítio onde o intenso calor do sol mantém os restos humanos intactos: múmias, exploradores, mineiros e presos políticos. Por baixo dos observatórios, um grupo de mulheres escava a aridez do solo à procura de vestígios de parentes desaparecidos.
    19 OUT. 19:30 – Cinema SÃO JORGE – Sala 1
    22 OUT. 21:00 – Cinema SÃO JORGE – Sala 3

    Into Eternity
    Michael Madsen – Dinamarca, Finlândia, Suécia, Itália, 2010, 75’
    Na Finlândia constrói-se um derradeiro repositório para os despojos nucleares do mundo, que deverá ser selado em breve e permanecer inviolado durante largos milhares de anos. Escrito como uma missiva a espectadores futuros e ouvindo especialistas do nuclear, este documentário é uma visão do tempo e um retrato de grupo destes pioneiros que planeiam para a eternidade, numa tentativa de comunicar da melhor forma com o futuro desconhecido da raça humana.
    16 OUT. 16:00 – Cinema LONDRES – Sala 1
    20 OUT. 22:30 – Cinema LONDRES – Sala 1
    24 OUT. 23:00 – Cinema LONDRES – Sala 2

    Claude Lévi-Strauss: Return to the Amazon
    Marcelo Fortaleza Flores (França, 2009, 71’)
    70 anos depois de visitar pela última vez os Nambikwara, Lévi-Strauss revisita os mesmos locais. Assim como Claude Lévi-Strauss os mitificou, estes transformaram-no igualmente num mito. O filme inclui as mais poéticas passagens de “Tristes Trópicos” narradas por Jean Claude Carrière. Um professor indígena
    procura o significado subjacente à busca do antropólogo: viajar até ao fim do mundo para captar o conhecimento que nos pode libertar da nossa cultura.
    17 OUT. 21:00 – Cinema LONDRES – Sala 2
    18 OUT. 16:00 – Cinema LONDRES – Sala 1
    23 OUT. 16:00 – Cinema LONDRES – Sala 1

    Mais sugestões?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s