Igreja vs Darwin: é possível a «convergência na busca da verdade»

«A Igreja não pode abdicar de um diálogo com a ciência e de uma possível convergência na busca da verdade»

sodebate_1104

No sábado de Páscoa, o Cardeal Patriarca de Lisboa, D. José Policarpo, deu um inesperado passo de aproximação à teoria da Evolução de Darwin. Muitas das respostas que a teologia católica lhe atribuía basearam-se numa “deficiente leitura” da Bíblia, afirmou durante a sua homilia de vigília Pascal, celebrada na Sé de Lisboa.

«Tanto os darwinistas como a maneira católica de lhes responder partiram de uma leitura do texto bíblico, não querida pelo seu autor nem legitimada pela comunidade para quem foi escrito», defendeu. O mesmo erro, assinalou, é cometido por “muitos dos actuais movimentos chamados criacionistas”.

E disse mais:

«[A Bíblia] é um texto simbólico, num género literário hoje conhecido e estudado; é uma revelação do sentido profundo da criação e da vida e não a narração do modo como as coisas aconteceram, perspectiva própria da ciência».

«[A teoria da Evolução das Espécies (que classificou como uma revolução)] gerou, em alguns, um positivismo científico, que levou ao agnosticismo e mesmo ao ateísmo, excluindo de qualquer modo a contínua intervenção de Deus nesta longa caminhada da vida».

«Apesar das dificuldades que a teoria de Darwin pôs à compreensão cristã da origem da vida e do universo, a Igreja não a pode recusar liminarmente nem pode continuar a distinguir os campos da ciência e da fé como planos que nunca se encontram».

«A perspectiva científica de Darwin levantou questões cruciais, a que a Igreja não pode ser indiferente na sua compreensão da realidade»

Seria apenas mais uma opinião, como outra, que não justificaria qualquer destaque. Mas há um número espantoso que também foi notícia (Público/ 9 de Abril): A fé católica é professada por 88,10 por cento dos portugueses, segundo o último Anuário Católico.

O discurso de D. José Policarpo é, em última análise, um contributo interessante para o despertar da curiosidade sobre a obra de Charles Darwin. E foi noticiado em tudo o que é media, como exemplificam as notícias no DN, Destak, JN, RR… e por aí fora. E para que não nos sobrem dúvidas, aqui fica o texto da homilia, na íntegra.

Publicado por Sílvio Mendes

One response to “Igreja vs Darwin: é possível a «convergência na busca da verdade»

  1. “excluindo de qualquer modo a contínua intervenção de Deus nesta longa caminhada da vida” – Ainda estarão a afogar-se, mas continuam a erguer a cruz, e sim é possível conciliar a ciência com a religião, da mesma forma que se pode acreditar na ciência e simultaneamente nutrir um amor por histórias de fantasia…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s