Conferência Parlamentar sobre Ciência: A burocracia

publico

Se há tema que tenha gerado consenso durante a Conferência Parlamentar sobre Ciência, no dia 3 de Março, foi o ódio declarado à burocracia.

João Santieiro, presidente da FCT, considera que a burocracia tem sido o grande entrave do progresso da ciência em Portugal, realçando a dificuldade que os cientistas têm em usar o financiamento para os fins para que esse foi atribuído. Alexandre Quintanilha, Secretário do Conselho dos Laboratórios Associados, chegou mesmo a concretizar um pedido: «ajudem-nos a diminuir a burocracia. Nós damos todas as explicações de como o dinheiro é gasto, mas por favor reduzam o papel necessário para o obter». «Todo o processo de financiamento da ciência não pode ser tratado como o financiamento de obras públicas. É um perfeito purgatório: os laboratórios enfrentam diariamente regras que o conhecimento não devia ser obrigado enfrentar», concluiu.

Da plateia choveram ainda expressões como «delírio burocrático» e «falta de razoabilidade» e até os deputados presentes se demonstraram desagrados com a situação. Mas, afinal, se toda a gente está de acordo, a quem atribuímos as responsabilidades?

Publicado por Sílvio Mendes

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s